como acertar o balanço água-tinta?

 

 

Resposta: 
Cada trabalho tem o seu próprio ponto de equilíbrio entre a quantidade de tinta e a quantidade de solução de molhagem necessários. Existe um estreito intervalo no qual a tinta e a solução se inter-relacionam de modo estável. 
Os impressores experientes julgam o balanço água-tinta pela marca que o rolo entintador deixa na pinça da chapa. Uma linha bem fina indica balanço perfeito; uma linha irregular indica chapa seca e, uma linha quebrada, indica chapa muito úmida.
A falta de água é facilmente percebida, visto que ocorre entupimento de pontos nas áreas de sombra (seco); entretanto, o excesso de solução não é sempre facilmente percebido, a menos que seja exagerado. Um pequeno excesso causa emulsão, atrasa a secagem da tinta, reduz o brilho e a resistência à abrasão do impresso. 
Portanto, não se deve usar mais do que a quantidade absolutamente necessária de tinta para obter a saturação desejada, e a quantidade absolutamente necessária de solução de molhagem para manter limpas as áreas de contragrafismo da chapa.
Visto que, na prática, não se usam parâmetros ou instrumentos para medir as quantidades de tinta e de água alimentadas no sistema de impressão, mas apenas a habilidade e a experiência dos impressores, recomenda-se seguir o procedimento abaixo no acerto de cada trabalho:

 

  • fechar (zerar) o tinteiro ao final de cada trabalho;

  • colocar a tinta no tinteiro até o nível recomendado no manual de operação da impressora;

  • girar o rolo do tinteiro e fechar os parafusos até que o rolo pareça limpo (sem encostar a faca no rolo do tinteiro);

  • abrir os parafusos uma volta e girar o rolo do tinteiro para verificar se o filme de tinta é uniforme por toda a extensão do rolo;

  • acertar a catraca (ou a rotação) do rolo do tinteiro na posição central;

  • acertar a catraca (ou a rotação) do rolo da banheira na posição 1/4 do máximo;

  • verificar as pressões dos rolos dos sistemas de molhagem e de tintagem;

  • começar a impressão com pouca tinta e pouca água;

  • aumentar alternadamente água e tinta, em pequenos incrementos, até obter a saturação desejada;

  • se o impresso parecer lavado, tentar sempre reduzir a alimentação de solução de molhagem antes de aumentar a alimentação de tinta;

  • procurar sempre a menor quantidade de tinta necessária para alcançar a densidade desejada, e a mínima quantidade de solução de molhagem necessária para manter limpas as áreas de contragrafismo da chapa.

© 2016 by ROSSI Tecnologia Gráfica. Todos os direitos reservados.