o que caractereiza uma impressora ofsete?

 

Resposta: 
É uma máquina cuja configuração básica inclui três cilindros (da chapa, da blanqueta e de contrapressão), um sistema de tintagem, um sistema de molhagem, um dispositivo de alimentação de folhas ou bobinas e um dispositivo de saída de folhas ou de cadernos dobrados. As impressoras ofsete planas podem ter diversas configurações. A mais comum consiste de uma unidade de impressão para cada cor a ser impressa, com as unidades dispostas em fila. Outra configuração consiste de duas unidades de impressão montadas em torno de um cilindro de contrapressão comum, formando um conjunto chamado de castelo. O transporte das folhas através da impressora é realizado por diversos conjuntos de pinças localizados nos cilindros de contrapressão e nos cilindros de transferência (ou carrinhos no caso de máquinas de castelo). Nas impressoras mais comuns, todas as folhas são impressas num dos lados e, depois que as tintas estiverem secas, as folhas são viradas para a impressão do verso. O número de cores impressas em cada entrada de máquina depende do número de unidades de impressão disponíveis ou do número de vezes que o mesmo lado da folha passa através da impressora. Nas impressoras reversíveis, a folha é virada automaticamente por um tambor especial, permitindo imprimir os dois lados numa única entrada de máquina.
As impressoras modernas são equipadas com dispositivos automáticos que executam diversas funções, sem a necessidade de intervenção do impressor, tais como: acerto da pressão do cilindro de contrapressão de acordo com a espessura do papel, acerto da distribuição de tinta por controle remoto, acerto de registro lateral e circunferencial comandados através do painel de controle, lavagem automática da blanqueta e do cilindro de contrapressão e outros.
As impressoras planas podem imprimir diversos tipos de suporte (papel, cartão, plástico, metal, tecido) em gramaturas que variam entre 30 g/m2 e 600 g/m2, e podem atingir velocidade próxima de 20000 folhas por hora, além de admitirem recursos para numeração, serrilha, envernizamento, secagem induzida por radiação ou calor etc.
As impressoras ofsete rotativas podem ter três configurações básicas: em-linha, frente-e-verso <perfect> e satélite (CIC). A alimentação pode ser feita através de alimentadores tipo estrela (emenda dinâmica) ou tipo festão (emenda estacionária), capazes de alimentar mais do que uma bobina ao mesmo tempo. A saída da impressora pode ser equipada com dobradeira, folhadeira ou rebobinadeira, dependendo do tipo de produto que se deseja imprimir.
Além do que foi dito para as impressoras planas, as rotativas podem ser equipadas com dispositivos automáticos para controle de diversas funções, tais como: controle de quebra da tira de papel comandado por fotocélulas, controle de tensão do papel desde a alimentação até a saída, controle de corte e dobra, dentre outras. Dependendo da aplicação, as impressoras podem ser equipadas com forno e sistema de refrigeração, cuja função é evaporar os solventes das tintas e assentar a tinta no suporte, respectivamente. A velocidade das impressoras rotativas pode ultrapassar 70000 revoluções por hora.
A principal vantagem do processo rotativo em relação às impressoras planas, além da velocidade, é produzir cadernos dobrados prontos para a encadernação, incluindo recursos de serrilha, vinco, colagem, grampeação etc.; a principal desvantagem é o comprimento fixo de corte.

© 2016 by ROSSI Tecnologia Gráfica. Todos os direitos reservados.